Projeto

Investigar e desenvolver um produto revolucionário para a área médica, que integre várias tecnologias existentes para a obtenção de um produto plástico de elevado desempenho em todas as vertentes:

estrutural, estética, ergonómica e asséptica.

 

O projeto ALLinPLASTIC materializou-se na investigação e desenvolvimento de produto para a área médica - assento e costas para uma cadeira destinada a ambiente hospitalar, utilizando vários tipos de matérias e compósitos plásticos de forma a cumprir os requisitos da área médica com um produto de elevado desempenho.

 

Utiliza tecnologias de moldação integradas, para engenharia, produção e montagem de produtos de elevado desempenho em plástico.

 

 

Investimento Total: 1.272.678.48 euros
Investimento Elegível: 1.241.595,15 euros


Calendarização prevista de execução do projecto:
Inicio: 2013.03.01 - Fim: 2015.06.30


 

 
 

Resultados

O presente projeto permite à promotora - Embalnor, S.A. - solidificar a sua presença neste sector e aumentar significativamente a sua exportação.

Este projeto gerou know-how na combinação e integração tecnológica, materiais e processos. No seguimento da estratégia da Embalnor, os resultados de I&D serão integrados no sistema produtivo da empresa, permitindo a aplicação do conhecimento gerado em outros projetos de desenvolvimento destinados ao mercado médico/saúde.

 

A co-promotora - Famopla, Lda - teve oportunidade de potenciar o trabalho que tem feito no âmbito do desenvolvimento de tecnologia e de exploração de nichos de mercado, trabalhando para o sector da saúde e especializando-se com o aumento de know-how e conhecimento.

A Famopla prossegue, com este projeto, a sua estratégia de posicionamento no mercado como uma referência de parceiro tecnológico do cliente, desde a fase de desenvolvimento de produto, construção de ferramenta, automação e otimização do processo produtivo. Será uma mais-valia a nível de know-how adquirido e desenvolvimento e aperfeiçoamento das tecnologias utilizadas na área dos moldes, alargando a gama de produtos e experiência que poderá oferecer nos mercados nicho onde se posiciona.

 

A participação das entidades de SCT permite um acréscimo de experiência e conhecimentos à comunidade académica, promovendo uma mais eficiente transmissão de conhecimentos de acordo com a realidade do tecido empresarial.

 

Embalnor

A Embalnor surgiu no mercado em 1997 tendo como principal atividade a injeção de componentes técnicas em plástico. Lançou uma linha de embalagens direcionada para a área alimentar como um esforço de se posicionar no mercado com produto próprio. Rapidamente a embalagem se tornou no “core business” da empresa tendo alargado a gama para a área dos químicos, nomeadamente tintas plásticas, e para o mercado da saúde (hospitalar), com a oferta de embalagens para transporte de resíduos hospitalares.
Paralelamente à aposta no desenvolvimento de novos produtos, houve um reforço de competências internas na área de conceção e desenvolvimento e aposta em parcerias com outras empresas e entidades académicas, afirmando-se como fornecedora de serviços de desenvolvimento ligados à indústria plástica com soluções “custom made” para diversos clientes.

Parceiros

Famopla

A Famopla foi fundada em 1971 tendo como principal atividade a fabricação de moldes para a injeção plástica.

Segue uma estratégia de nicho, posicionando-se no mercado como uma referência de parceiro tecnológico do cliente, desde a fase de desenvolvimento de produto, construção de ferramenta, automação e optimização do processo produtivo.

Está empenhada na construção de uma Marca forte e credível trabalhando na sua imagem e branding.

 

A Famopla aposta em mercados internacionais como parceiro tecnológico, tendo no seu portfólio novos produtos com valor acrescentado, como:

- Unidades de injecção multi-materiais

- Pratos rotativos

- Componentes máquina injecção  valve gate

- Molde multi-materia

- Sistemas de automação da produção

- Equipamentos de IML

I3N/IPC - Laboratório Associado, Instituto de Nanoestruturas, Nanomodelação e Nanofabricação / Instituto de Polímeros e Compósitos

O I3N resulta da parceria entre o IPC, o Instituto de Polímeros e Compósitos da Universidade do Minho, CENIMAT, o Centro de Investigação de Materiais da Universidade Nova de Lisboa, e o FSCOSD, Unidade de Física de Semicondutores, Optoelectrónica e sistemas desordenados da Universidade de Aveiro. Envolve cerca de 100 investigadores com Doutoramento e a sua actividade inclui: 

• Modelação multi-escale de comportamento de materiais;
• Nanofabricação and microtecnologias;
• Sistemas poliméricos com nano e microestruturas;
• Caracterização física de nanoestruturas;

O IPC é um Centro de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), sediado no Departamento de Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho - DEP-UMINHO.
A sua missão visa contribuir para o avanço da ciência e tecnologia de polímeros e compósitos, ajudando a gerar mais valor acrescentado na indústria portuguesa de plásticos e moldes, e a promover na sociedade a consciência da importância dos materiais poliméricos.

I3N/IPC - Laboratório Associado, Instituto de Nanoestruturas, Nanomodelação e Nanofabricação / Instituto de Polímeros e Compósitos

O I3N resulta da parceria entre o IPC, o Instituto de Polímeros e Compósitos da Universidade do Minho, CENIMAT, o Centro de Investigação de Materiais da Universidade Nova de Lisboa, e o FSCOSD, Unidade de Física de Semicondutores, Optoelectrónica e sistemas desordenados da Universidade de Aveiro. Envolve cerca de 100 investigadores com Doutoramento e a sua actividade inclui: 

• Modelação multi-escale de comportamento de materiais;
• Nanofabricação and microtecnologias;
• Sistemas poliméricos com nano e microestruturas;
• Caracterização física de nanoestruturas;

O IPC é um Centro de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), sediado no Departamento de Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho - DEP-UMINHO.
A sua missão visa contribuir para o avanço da ciência e tecnologia de polímeros e compósitos, ajudando a gerar mais valor acrescentado na indústria portuguesa de plásticos e moldes, e a promover na sociedade a consciência da importância dos materiais poliméricos.